.

.
“A Maioria das pessoas preferiria morrer à pensar; de fato, muitas o fazem.”

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

'Feliz Natal', ué, você?




" Por que você fala 'omg' se não acredita em deus? é porque no fundo você acredita né?'', '' Feliz Natal, como assim ? Se você não acredita no Natal?'', "" Por que você usa um pentagrama se vcê é ateia'' , Você usaria uma cruz? " sim', " viu vcê não é ateia, no fundo acredita no senhor' - 


        Olá, desculpe a demora a postar. Fim de Ano, sempre a mesma coisa.  Já que é Natal, vou abordar um tema muito discutido no meu formspring, e motivos me levam a crer que não é só comigo que tais indagações iniciais são feitas.
        Bom, muita gente reclama do meu 'omg' que eu considero uma mania. Falo " ai meu deus', " ave maria' e essas coisas o tempo inteiro, e certas pessoas chegam a acreditar que por causa de tais falas embutidas no meu vocabulário, no fundo eu acredito nelas. Mas não, não é verdade. Há uma palavra chamada cultura que explica tudo. Querendo ou não, a religião está presente na vida da maioria da população a tempos. Mesmo na vida daquelas pessoas que não se importam ou não seguem nenhuma delas. Pelo fato da maioria da população ser religiosa, é óbvio que isso repercute na cultura de uma sociedade. Certos pensamento, ditados populares de origem religiosa, frequentemente estão em nossas bocas, queira você falar ou não, acredite você no que está falando ou não. Assim considero o " omg " e etc. Tais palavras e expressões simplesmente estão intrínsecas em nosso cérebros desde que nos entendemos por gente. Todo mundo fala, é normal. Ou seja, suas expressões não definem necessariamente o que você acredita, suas explicações sim. Outro tema recorrente é o meu pentagrama. OMG, você usa um pentagrama e é ateia? Sim. Símbolos são apenas símbolos quando usados em vão. Assim como palavras são apenas palavras quando ditas em vão. Tais coisas dependem de um ponto de vista, se para todo mundo uma cruz simboliza o cristianismo e para você não e você a usa, o que importa é o porque, PARA VOCÊ, a cruz está lá. Eu, por exemplo, usaria uma cruz numa boa, porque para mim não tem significado algum. Já o pentagrama, ao meu ver, une coisas nas quais eu admiro muito. Ele é um símbolo do infinito, quando dentro do pentagrama podemos desenhar um pentágono e outro pentagrama, assim por diante. Essa infinitude, e o próprio conceito de infinito é no mínimo intrigante, inclusive matematicamente. O pentágono é a única figura que tem o mesmo número de lados e diagonais, isso também é interessante, completando com o símbolo do equilíbrio entre as coisas. Enxergo como o equilíbrio entre o racional e o emocional, que não é nada mais nada menos que a busca por ser cada vez mais humano, e não ter que se desculpar por isso. AH, não esqueço de observar, o pentagrama AO CONTRÁRIO é frequentemente atribuído ao símbolo do culto ao " capeta" ou chame do quiser, mas da mesma forma, você usa com o sentido que tal símbolo traz para você, independende de fatores externos. Então, significado é você quem dá, logo, já dá pra entender o porque eu não me importo em comemorar o Natal. O natal, para mim tem o sentido de reunião familiar. É um momento que as pessoas se unem, por motivos distintos, mas se unem. Porém, cristãos queridos, não se enganem, o sentido do meu Natal não é o nascimento de Jesus que é deus que é jesus. Mas para vocês, é esse o sentido do natal? Desculpe me meter no que não faz parte de mim, mas não precisa de uma visão minuciosa para perceber que o verdadeiro sentido do natal para os cristãos é mantidos por alguns poucos que ainda se lembram, e outros hipócritas que insistem em falar que se lembram. Mas isso já não me diz respeito. Sem contar que novamente o dia 25 de dezembro é atribuído só ao nascimento de cristo. Nem vou me revoltar, porque a maioria da população é cristã, e apesar de estarmos num estado laico, é assim que as coisas são. Porém, dia 25 foi o nascimento do senhor Isaac Newton, conhece? Pra mim ele significa muito mais do que um conjunto de crenças que não me satisfazem "Você sabe que é um mito. Nesta temporada, comemore a razão.", ou não. A questão do 'vai com deus'. Muitas pessoas me falam isso diariamente, mas eu não me incomodo. Ser ateu não é ir contra qualquer tipo de manifestação religiosa, é simplesmente não atribuir significado racional àquilo, pelo simples fato de não fazer sentido para você. Considero a religião eu tipo qualquer de cultura, assim como o carnaval etc. Um vai com deus de alguém que realmente acredita em algo superior, para mim pode não tem um valor religioso, mas não deixa de ser um pensamento positivo. Pensamentos sinceros e positivos, são sempre bem vindos. Pessoas nunca serão iguais, e pensamentos muito menos... então o bom senso deve prevalecer. Opiniões divergem, mas o bom senso é comum. Feliz Natal a todos, seja lá o que for que isso significa para você.


Campanha http://www.atea.org.br/ Agradecimentos a @aylavicosa

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

E se deus for psicológico ?




''Eu senti Deus'', ''Para mim ele existe, já me deu provas'', '' Você acha que alguém é possuído por 'nada' ? É claro que existe um deus e um diabo...''.
     Olá, desculpe a demora a postar, a matemática tem acabado comigo. Nunca estive tão feliz por estar tão cansada, rs. Hoje venho falar sobre uma ideia que há tempo ronda a minha mente, depois de tantos depoimentos e tantas coisas. Será possível que todos esses religiosos que realmente sentem 'deus' inventem tudo isso ?
     Pois é, partindo do ponto em que você sente o que quiser sentir. Talvez não voluntariamente, mas se você nasce em berços religiosos, seja qual ele for, você vai acreditar em deus a princípio. Se você acredita realmente em algo, o seu psicológico também acredita. Então, o cérebro que nos concede sonhos, nos engana com a visão, faz com que escutemos o que nunca foi dito, faz com vejamos o que nunca foi refletido, ache que deus exista? Claro que sim. Se você acredita no homem do saco, qualquer homem com barba+saco, será o homem do saco. Logo ? O homem do saco existe, você o viu e tem provas que viu. Porém, pense. Um homem que sempre usou barba está com uma sacola muito pesada e resolve carregar nas costas. Mas pera aí, esse não era o homem do saco ? Para quem acredita nele sim, agora se você averigua, vai atrás do tal homem, verá que por carregar um saco não significa que ele é o homem do saco e fará mal, como o homem do saco. Exemplo patético, concordo, mas seguindo essa lógica, se você acredita em deus, QUALQUER coisa que acontecer que você não pode explicar, ou melhor, que você não OLHOU nem foi atrás de fatos e ficou com a primeira impressão, vem de deus. Isso faz com que deus exista ? Não. Faz com que ele exista? Prove. Uma criança que nasce cristã, automaticamente já é condenada pelo islamismo por não compartilhar da mesma opinião. Mas, oras, a criança não escolheu onde nascer. Contradições e contradições. Mas essa tal criança nasce sendo 'atacada' com preceitos e preconceitos religiosos, ela vai pensar assim posteriormente, ela irá associar tudo com o que ela acredita, por mais que seja ilógico.Então, já que existem tantos deuses por aí, e consenso não existe entre eles, pessoas estejam TÃO convencidas de que essa é a verdade, a ponto de matar por isso, acho que deus seja psicológico.  Psicológico pois se você acredita e sempre acreditou, qualquer coisa que acontecer, sua mente e seu cérebro em vez de ser racional, vai associar automaticamente à deus. Assim como uma gravidez psicológica,  você tem todos os sintomas de que o bebê está lá. Você engorda, enjoa. Mas? Nada de bebê. Ter sintomas significa que o bebê está lá? Não. E se você acha que está ? Prove. Outro ponto é, pessoas possuídas Eu particularmente nunca vi um ateu ser possuído. Talvez apenas uma coincidência, mas eu acho que não. Você é seu cérebro, e já temos inúmeras provas de que tal órgão manipula a sua vida. Se você acredita que pode ser possuída seu psicológico pode dar condições para que você ache que isso está acontecendo e tenha os 'sintomas' sem estar, de fato, fingindo. E porque o nome de deus 'cura' ? Justamente, você acredita que exista um deus piedoso e misericordioso que não vai deixar que o tal senhor diabo tome conta de você. Sendo assim, seu cérebro sabe e novamente dá condições para o que o 'seu diabo' saia e te deixe em paz. Se você pode controlar o amor, o frio, a tristeza, essa teoria não foge da lógica. Pessoas que são 'curadas' com palavras e orações. Acho que realmente tudo gira em torno de você acreditar no que está acontecendo. Um tipo de placebo. Ali, de fato, não tem remédio algum. Você acha que tem. E mesmo assim se cura, melhora de vida.  Pessoas se olham no mesmo instante. Pessoas tem pressentimentos. Outra das minhas teorias, essa um pouco mais difícil de tragar, é que as pessoas são interligadas. Não através de deus, da oração, ou qualquer coisa do tipo. Elas podem ser interligadas através do cérebro. Muitas pessoas falam que isso é loucura, maluquice total, mas a terra não ser plana já foi maluquice total. Pode haver até outras dimensões. Pensamento é impulso elétrico,  ele pode muito bem estar interligado com outro, ou ao menos passar energia. Se conectar.  Isso explicaria algumas lacunas. Enfim, tudo é questão do que você acredita ou não, mas o que é real de fato ? O que pode ser provado, para mim é o que é real. Isso não seria um  outro tipo de fé, como muitos dizem, simplesmente porque acreditar no que não há provas que exista deveria ser o curso racional e normal das coisas. Eu não tenho fé no evolucionismo. Evidências o provam. A partir do momento que tal teoria for negada, também a negarei, pela lógica. Simples. A ciência não é psicológica, não são as sensações que o meu cérebro me dá que a provam. Provas provam. Lógica prova.  A religião nos faz acreditar que as coisas que não tem lógica são certas simplesmente por serem e ponto. Sem religião não haveria distinção do certo ou errado? Se você diz isso, de fato nunca leu a bíblia. Lá , pega-se apenas os pontos que interessam, ignorando a parte brutal da mesma, então, não é ele que nos faz discernir o bem e mal. Nunca houve guerras pró ateísmo, e pode ter certeza que eu nunca vou te bater, queimar, esfaquear em nome disso. Ateus nunca atiraram aviões contra prédios quaisquer. Ser bom ou ruim, não depende acreditar ou não em deus.O que faz com que alguém moralmente equilibrado escolha em não 'matar' um  embrião deixando de lado uma pesquisa que poderia salvar milhões de pessoas? Com certeza, apego pela vida não pode ser. Quando há várias versões de uma certa coisa, como um telefone sem fio, você passa a duvidar das origens dessa própria coisa. E se tal coisa de fato não existir? Se foi um 'mal' entendido de séculos que hoje se transformou no que é hoje? Nunca iremos saber, e aí está a diferença, a ciência é palpável e exata  Então, se deus criou tudo, qual o problema com a lógica? Um ser mais evoluído que a própria evolução do Universo' implantou' a lógica em nossas cabeças para nada? Qual o problema em ver o que está lá ?Logicamente, se fosse uma tese científica , não seria uma pergunta tão difícil assim. E você aí, será que o seu deus é psicológico? Se não, o que te faz acreditar que nascendo aqui e não no Irã, faz com o que o seu deus seja o certo? Perguntas e perguntas. Calei.








 

Para facilitar, me chame de ateu. Copyright © 2010 Flower Garden is Designed by José Felipe for Tadpole's Notez Flower Image by Rebeca chuffi.