.

.
“A Maioria das pessoas preferiria morrer à pensar; de fato, muitas o fazem.”

sábado, 18 de setembro de 2010

Amar é para fracos.



Tendo considerado algumas longas conversas com um amigo que faz Pedagogia e depois de um comentário simples, mas totalmente verdadeiro do Senhor Bossa,  do O Variado, conclui que realmente e cientificamente amar é para fracos. Algumas pessoas provavelmente acharam esse comentário um tanto quanto frio, e uma ratificação da minha parte mais fria ainda, mas espere antes de nos achar pessoas frias e abomináveis e não pare de ler agora pra me xingar no forms LEIA.. Como já se sabe , o cérebro , que faz parte do sistema nervoso central, comanda todas as atividades corporais, tanto de pensamento, raciocínio, como os próprios sentimentos. Sim. O cérebro que ama, o cérebro que sente saudade, o cérebro que sofre. Você é seu cérebro. Ele é o único órgão que tem consciência da sua própria existência,  ele pensa sobre ele. Ele age  para se auto desvendar, quando nos ajuda a resolver seus próprios minstérios, em pesquisas, com ele mesmo. Confuso, paradoxal, mas fascinante. Então, na verdade, sentimentos são psicológicos, não existem a menos que você queira que eles existam. O mais clichê de todos. o AMOR. O queridinho de qualquer novela, livro, história, conto, fábula, teatro, ou qualquer outra coisa. Que nojento é o amor. A maioria da população que não tem auto controle suficiente para controlá-lo, acaba submetendo o própria cérebro a ele mesmo, através de um sentimento que nós faz ter ações involuntárias, e impensadas. Percebeu o quão desordenado é isso? Um cara chamado amor, que é feito ' pelo cérebro, consegue fazer com que o mesmo 'embole' todas as suas outras funções, acelera a sua respiração, sendo que você NÃO precisa de mais ar, não te deixa pensar e mais nada, quando há um MONTE de coisa que você tem que pensar e ainda te deixa tremendo, zombando totalmente do controle que o cérebro tem sobre o corpo e ainda é idolatrado pela maioria da população. Amor é para fracos, que deixam com que seus perfeitos órgão cerebrais sejam submetidos a isso. O amor zomba de você mesmo.ACORDE. Ser forte é ter auto controle. É não amar se você não quiser amar. É não ficar triste se você não quiser ficar e não derramar uma lágrima sequer, se você quiser que elas permaneçam em seu lugar de origem. Falo falo. Escrevo e escrevo. Mas eu mesma não sou forte o bastante para isso. AINDA. é uma meta de vida. Então, agora, cai-se num grande tabu, você preferiria ser controlada pelo amor e não saber as consequências de uma possível reviravolta desse sentimento tão bipolar, ou viver numa vida em que você controla suas emoções? Muita gente diz que a graça de viver é justamente isso, as reviravoltas da vida, mas já não temos problemas demais para que os sentimentos venham e baguncem mais a nossa vida? Pode ser uma visão fria da coisa, mas é uma visão realista. Amar é muito bom, mas como eu disse, ele pode chegar a pontos que fazem mal à seu próprio ser e se você não sabe controlar isso, pode ser perigoso. Você pode se ferir por algo ou alguém que no fim nem vale tanto a pena assim. Você pode perder a chance da sua vida. Você pode perder a pessoa da sua vida quando fica presa a outra por mero capricho amoroso. Um amor que te faz mal e você não sabe como eliminá-lo pode acabar com a sua chance de ter um relacionamento saudável. Não estou dizendo, " não amem" , mas é tão bom quando você se sente desconfortável em algum lugar e pode simplesmente sair. Agora, quando você não sabe como abrir a porta, o que fazer? Continuar deixando ela a mercê do amor ? Que abrirá a hora que ele quiser desrespeitando o seu próprio querer? Ou ter sempre uma chave para sair e se libertar e talvez encontrar uma sala mais confortável? Será que você é realmente forte para isso? Roube a chave. A escolha é sua, ou não.

domingo, 12 de setembro de 2010

Adeus



Adeus.
Estou indo embora. tentei por algum tempo, esconder e talvez proteger o resto de sensibilidade que em mim existia em algum lugar. lugar esse que algum dia se abriu. abriu para a felicidade, abriu para as brincadeiras. abriu para a melhor e mais ingrata coisa que pode existir. Amor. meu amor. simples amor. merda de amor. amor que um dia eu senti. tanto faz. como pode. um único sentimento. que hoje faz com que a sua respiração acelere, que os olhos brilhem . mas amanhã, como se nada mais tivesse existido, simplesmente faz com que toda a sua existência no momento seja reduzida a lágrimas. lágrimas. simplesmente saem e nem te perguntam se você que que elas saiam. e como numa imposição, tiram sua fala, tiram seu raciocínio e com ela vai toda a sua felicidade.como pode, lágrimas, simples líquido em temperatura ambiente queimar e doer tão profundamente? Como uma mente tão lógica se descontrola e deixa com que eu me machuque? Não faz isso comigo mente má, amor, não chegue mais perto. Não dá mais. para dores físicas temos os remédios, e para essa dor? o que será que cura? dói por dentro, dói intensamente, incessantemente, e não para. não para. não para. não para. PARA!. não para. eu não consigo fazer parar.e agora? fecha a porta, feche as janelas. se feche. feche. não abra mais. sua fraca. não abra mais essa porta. não deixa mais ninguém entrar. por favor. E uma vez aqui sozinho, eu estarei, enrijecido. frio. quem sabe isso faça parar. quem sabe passe. quem sabe a dor não vá embora. não quero mais. dor, me deixe.Mente, me abandone. calcule, cuide de números, cuide de coisas, cuide de cavalos, esqueça que eu existo. não estou mais aqui, será que você consegue? não... você já tentou, até que estava dando certo, mas enfim, você abriu a porta e deixou o malvado do amor entrar. não dá mais. não é algo no qual eu possa lidar. Não é algo que eu queira suportar. Estou indo embora, levanto tudo que me pertence.Tome a chave. abra se quiser, mas não estarei mais aí. Se é que ainda resta algo, alguma sensibilidade. Tomara que o amor não me siga. que ele encontre uma pessoa mais forte e menos covarde. Quem sabe um dia eu volte. Quem sabe um dia o amor me traga de de volta. Ou não.

Estou indo embora. Adeus.
Ass: Coração.

sábado, 4 de setembro de 2010

Responda-me sem dizer que Jesus me ama



  
        Sinto-me entediada e cansada , pois apesar de gostar de discussões  construtivas,  em certos assuntos tem pessoas que insistem em apresentar argumentos totalmente pessoais.  O que eu quero dizer é, principalmente quando o assunto é religião, as pessoas tem que entender que quando alguém não compartilha de sua mesma crença não importa o quando você fale que 'Jesus te ama' para um ateu, ou ' Que se faça a guerra santa' para um cristão ou judeu, começando assim, a discussão não irá para frente e você não conseguirá realmente promover uma reflexão. É simples entender o porque disso, fazendo uma analogia, quando você quer que alguém entenda e realmente absorva o que você está falando, não adianta você falar 'em outra língua', chegar para um chinês e falar, em português tudo que você quer dizer. Ele não vai entender e por mais que você tente, ele pode se entediar e não querer mais ouvir, como é o meu caso em algumas vezes. Para que haja início de uma 'comunicação' se assim posso dizer, você tem que falar numa mesma língua. Em discussão sobre religião, você tem que saber lidar e falar de acordo com os argumentos e basess que a pessoa já tenha. Eu gosto muito disso, apontar contradições ou pedir explicações para certas 'teorias religiosas' sem precisar 'atacar ' e sim, tentar entender, o que incrivelmente eu nunca consegui fazer. A mesma coisa serve no contrário, VOCÊ, religioso de qualquer espécie, tem que saber lidar com o que eu acredito, se você conseguir me perguntar e achar contradições no ateísmo, e fazer com que eu reflita sobre a minha própria crença OU falta dela, eu posso mudar de opinião.. Quando alguém fala que você é isso, você não acredita e não é obrigado a realmente pensar sobre aquilo, de nada surtirá efeito, agora experimente fazer uma pessoa olhar para o que ela acredita e se questionar, e melhor, não achar respostas? aí sim, o objetivo em questão será alcançado. Sendo assim, uma introdução em termos dissertativos longa demais, chego ao real motivo dessa postagens. Me explique com argumentos plausíveis e me faça acreditar no que você acredita ou pelo menos, faça com que eu reflita sobre a minha falta de crença sem mencionar qualquer tipo de coisa que fuja desse pensamento definido acima. Desafio, sou uma pessoa que apóia a metamorfose se opiniões, não é errado mudar ao perceber um equívoco e sim permanecer na incoerência por orgulho, sabendo de suas divergências. Indagarei-os de acordo com o seu padrão de pensamento e gostaria de uma resposta igualmente lógica:
 - Como é possível existir um inferno no mesmo pensamento em que há a existência de um deus tão misericordioso e piedoso? Uma pessoa tem o direito de errar, mas tem limite para o erro para ser perdoada ? então Deus pode não te perdoar? Como pode existir um inferno, se , segundo a crença católica o diabo se revoltou contra Deus por inveja e por causa do livre arbítrio deixou-o ir, já que a inveja e todas as coisas ruins são frutos do próprio diabo. Se antes não existia diabo, como ele pode ter sido corrompido por uma coisa que nem mesmo existia quando ele se rebelou ? E se houver uma explicação, que ainda ninguém deu, porque Deus sacrificou a vida de todos os seus 'filhos' ao deixar que alguém se rebelasse? Lívre arbítrio ? que livre arbítrio tivemos quando o 'mal' já estava a solta? Como pode ser pecado' pensar de forma diferente? a culpa não é de quem pensa de outra forma e sim de quem , se existir, não dar nenhum sentido ou prova para isso. Não precisa de prova? Por que é tão difícil ter provas? Acabariam os problemas quanto a isso. Acho que pensar diferente não difere em nada se um Deus existe, pois o que pensa diferente como eu é pior do que aquele que pensa igual e faz coisas igualmente ruins. por que?
  - Se Deus se preocupa com o espiritual, que diferença faz a cor da sua roupa ou das suas unhas? que diferença faz você usar saia ou calça?  De que adianta ir na igreja e proferir palavras que você nem sequer sabe o que significa e nem tenta raciocinar sobre elas? O que adianta rezar 1982981 aves' maria se a partir da 2, vira algo automático, logo, espiritualmente sem peso? Se Deus criou tudo, quem criou Deus? porque não podemos chegar ao estado de Deus? se deus é deus, e nunca passou por nada, já que ele criou tudo, como podemos saber que ele é realmente bom? Como podemos saber se ele não criou um mundo em que tudo apontasse para a sua 'perfeição' sendo visto como certo? Um deus que quer ser exaltatado o tempo todo, não seria presunção demais? Quem disse que o que ele fez realmente foram coisas boas? Porque nao podemos chegar ao estado de 'deus' se formos 'espíritos desenvolvidos' , porque pecamos? Quem disse que Deus não pecou ? porque ele tem que ser perfeito ? se é perfeito, tem que haver um parâmetro de comparação e quem disse que esse parâmetro é o certo? quem dita o que é certo ? Por que condenam tanto a ciência ao buscar respostas? Se os dogmas são tão perfeitos, por que ter medo de ser questionado ? Por que matar uma pessoa fisicamente é julgado pior do que matar uma espiritualmente, ou psicologicamente se é a essência o importante?
- Acreditar no que eu quiser não é o lívre arbítrio ? então porque eu sou julgada por isso?
Bom, eu ficaria a noite toda fazendo perguntas e mais perguntas que eu tenho de sobre e percebam que eu tentei falar na língua na qual os questionamentos realmente sejam entendidos, posso ter questionado coisas aparentemente sem sentido nenhum para você, mas não deixa que o preconceito te impeça de pensar REALMENTE. De maneira nenhuma quis desrespeitar ou algo do tipo, espero que haja maturidade da parte de quem for responder, estou promovendo uma discussão construtiva, se não consegue argumentar, não comente ok ? 


 

Para facilitar, me chame de ateu. Copyright © 2010 Flower Garden is Designed by José Felipe for Tadpole's Notez Flower Image by Rebeca chuffi.